endividamento

Contra endividamento, birôs investem em educação financeira

Share:

Siga no Google Notícias

Nos últimos cinco anos, os birôs de crédito têm investido fortemente na aproximação com o consumidor. Para isso, oferecem serviços e informações diversos que objetivam promover a educação financeira, capacitando o brasileiro a tomar as melhores decisões sobre crédito, além de prevenir fraudes.

Essa proposta torna-se ainda mais relevante atualmente. Como sabemos, há infelizmente um alto nível de desemprego e cerca de 62 milhões de brasileiros com dívidas em aberto. Nesse contexto, os birôs estão empenhados em oferecer todo o processo de planejamento financeiro, sugerindo a contratação do crédito nas condições mais vantajosas para o consumidor.

Como parte desse esforço de priorizar o planejamento financeiro e a educação financeira da população, devo destacar o Cadastro Positivo com inclusão automática do consumidor. Esse projeto de lei, que altera a legislação do CP, está em discussão no Congresso Nacional. Basicamente, o Cadastro Positivo é uma iniciativa para promover o crédito responsável, por meio do aumento da transparência nas relações entre credor e consumidor, e sua democratização, por viabilizar o acesso ao crédito da população não bancarizada.

Com base em estudos do setor, posso afirmar que a mudança na legislação do CP vai baratear o crédito para os brasileiros que pagam suas contas em dia. Com sua aprovação, teremos uma oportunidade real de alcançar o tão desejado cenário de taxas de juros menores nos empréstimos e financiamentos, com redução da inadimplência.

Para que as pessoas conheçam essas e outras iniciativas, os birôs de crédito têm investido em comunicação por meio de diferentes canais, com destaque para os digitais. Nas redes sociais e nos blogs, os birôs disponibilizam vídeos e textos de fácil entendimento. O alto grau de engajamento dos consumidores nos canais digitais dos birôs é um sinal da importância dessa comunicação.

Ainda nesse objetivo de colaborar com o consumidor, os birôs têm mecanismos eficientes para monitoramento de CPF. Através desse serviço, o consumidor é avisado por e-mail e SMS se o seu CPF está envolvido em alguma operação. O alerta também é dado quando o consumidor está prestes a ser negativado ou quando seu nome é retirado do cadastro de inadimplentes.

Iniciativas como essas descritas ao longo do texto mostram o comprometimento dos birôs com a proposta de um mercado de crédito saudável. Queremos reduzir a inadimplência e, muito mais do que isso, evitar a pior das situações: o superendividamento e suas dramáticas consequências psicossociais.

 

Obrigado pela leitura! Acesse outros conteúdos na página da ANBC.

 

elias sfeir

 

Por: Elias Sfeir Presidente da ANBC & Membro do Conselho Climático da Cidade de São Paulo & Conselheiro Certificado

 

 

Você pode gostar:

prevenção de fraudes
A relevância da prevenção de fraudes e os birôs de crédito

Siga no Google Notícias Imagine a cena, caso já não tenha passado por...

tecnologia
A nova fronteira da tecnologia da informação

Siga no Google Notícias Com a redução da mobilidade e a imposição da...